sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Fabricação de um OUD



Depois de estudar a construção do oud  durante alguns meses resolvi construir um para mim, apenas para aprender mais sobre as técnicas de fabricação, preferi não copiar um instrumento pronto, mas estudar e realizar todos os cálculos geométricos, para conseguir entender melhor a estruturação deste instrumento, sou autodidata e preferi também não comprar um plano de construção, mas encarar o desafio de partir do zero, através de algumas informações que consegui.

O oud é um instrumento muito usado no oriente médio, mas cada vez mais  vem sendo usado em outras partes do mundo por músicos que se encantam com o som característico deste instrumento, é antecessor do alaúde. 

Ao contrário do alaúde o oud não possui trastes amarrados em sua escala, sua caixa acústica possui de 13 a 21 costelas e é tocado com uma palheta.

A REGULAGEM QUE NÃO DÁ CERTO.
 O motivo deste texto é para explicar o que acontece com algumas guitarras, violões e contrabaixos da atualidade, que não podem ser regulados de maneira correta, devido a má fabricação, esse é um assunto extenso, e venho a algum tempo pensando em escrever sobre isso,  o meu trabalho vem sendo dificultado por estes instrumentos há alguns anos, agora estão abusando do direito de enviar para o Brasil instrumentos que não funcionam plenamente, por isso resolvi escrever sobre este assunto, para alertar aos músicos.

 Não vou citar marcas, que fique claro que não tenho nada contra o negócio de ninguém, e muito menos contra a fabricação de instrumentos mais acessíveis para o grande público, acho ótimo que todas as pessoas consigam comprar instrumentos musicais, só gostaria que os fabricantes de instrumentos em massa tivessem alguém para ver o resultado final de seus produtos, e reprovar a venda ao público de alguns, antes que esses saiam das fábricas, pois não são instrumentos, são um complexo kit de problemas para  músicos e luthiers.

Trastes desalinhados no meio da escala de uma guitarra.

domingo, 11 de novembro de 2012

domingo, 4 de novembro de 2012

Violão Giannini - Restauração total.


Violão Giannini - Restauração total.

Visita de Chico Pedroso em minha Oficina

Ontem recebi uma visita em minha oficina que muito me honrou: o mestre do cavaquinho, Chico Pedroso!
O mestre trouxe vários cavaquinhos de sua coleção particular para que eu desse uma "olhadinha". Seus cavaquinhos, na verdade, não tinham nenhum defeito. O "Seu Chico" sabe escolher muito bem seus instrumentos, graças a sua longa estrada musical. Conversamos bastante e aprendi muitas coisas com o "Seu Chico". Sua sensibilidade para timbres de instrumentos é enorme!
São momentos como este que me dão prazer em trabalhar com instrumentos musicais, a possibilidade de conhecer e ouvir ao vivo grandes músicos!

Mais informações sobre  Chico Pedroso:
http://www.fundacaoecarta.org.br/musica/chico_pedroso.htm
Ouça sua composição "Choro sem lágrima":
http://www.rodrigueiro.net/audio.php?cod=16193

Violão Yamaha - Restauração da paleta



Violão Yamaha - Restauração da paleta

Cavaco Tonante - Restauração do cavalete.



Cavaco Tonante - Restauração do cavalete.




Violão Lucenir 7 cordas - Colocação de captação Fishman

Violão Tagima, Ulisses Rocha Signature Series - Regulagens, conserto da tarraxa, limpeza.



Violão Tagima, Ulisses Rocha Signature Series - Regulagens, conserto da tarraxa, limpeza.

Cavaco Rozini - Ajuste do cavalete



Cavaco Rozini - Ajuste do cavalete

Cavaco Terra Brasil - Fabricação do rastilho, limpeza e regulagens.



Cavaco Terra Brasil - Fabricação do rastilho, limpeza e regulagens.


Guitarra Epiphone - Regulagens



Guitarra Epiphone - Regulagens

Guitarra Ibanez - Regulagem



Guitarra Ibanez - Regulagem

Violoncelo Guarnerí - Conserto do braço.



Violoncelo Guarnerí - Conserto do braço.

Violão Di Giorgio Signorina - Restauração da lateral.



Violão Di Giorgio Signorina - Restauração da lateral.

Violão Kashima - Reforma total.



Violão Kashima - Reforma total.

Violão Gallotone - revitalização da pintura



Violão Gallotone - revitalização da pintura
Este é um raro violão Gallotone Champion, este instrumento foi produzido na Africa do Sul e ficou famoso entre os fãs dos Beatles  por ter sido o primeiro violão de John Lennon, ele comprou um instrumento similar a este em 1957 através de um anúncio de jornal e montou sua primeira banda : The Quarry Man.
 Foi ao ver  uma apresentação de John  e sua banda com este violão, no dia 6 de julho de 1957, que Paul resolveu trocar seu trompete por um violão (um Zenith modelo 17 com boca em “F”) na mesma loja em que John havia comprado o seu Gallotone, e a partir daí resolveram montar uma  banda: The Beatles!!!
Por este motivo  este instrumento é até hoje  muito desejado por quem é fã dos Beatles.
Em vários anos restaurando instrumentos , esta foi a primeira vez que peguei um Gallotone em minhas mãos,  e por ser fã dos Beatles senti certa emoção ao restaurar este instrumento.
No final da restauração, ouvir o som produzido por um instrumento original da época dos Beatles foi muito interessante.
O meu cliente Márcio, beatlemaníaco, dono do instrumento, o trouxe em minha oficina querendo melhorar ao máximo a aparência do instrumento, sugeri  deixá-lo o mais original possível , pois o grande barato desses instrumentos é preservar sua originalidade, suas marcas, e suas peças da época. A restauração deveria acontecer  apenas no que fosse imprescindível para o bom funcionamento do instrumento, sem alterar suas características, então chegamos rápidamente a um acordo sobre o que era melhor fazer.
As fotos desta restauração tão especial seguem abaixo:



Restauração da paleta - Cavaco Do Souto



Restauração da paleta - Cavaco Do Souto



Restauração de um antigo violino europeu (cópia de um stradivarius)


Restauração de um antigo violino europeu (cópia de um stradivarius)

Restauração total de um violão Giannini


Restauração violão Giannini

Violão Espanhol Admira - Retirada e colocação da escala, plainagem, restauração do braço.



Violão Espanhol Admira - Retirada e colocação da escala, plainagem, restauração do braço.

Restauração do violão - Fábrica Gaúcha de Instrumentos de Corda

Esta é a restauração de um violão construído pela antiga Fábrica Gaúcha de Instrumentos de Cordas, este violão chegou em minha oficina neste estado que as fotos mostram, mas percebi assim que o vi, que embaixo do monte de problemas, ele era um bom instrumento.
 Só soube da existência da "Fábrica Gaúcha" há pouco tempo, gostaria de saber mais sobre ela, mas infelizmente tenho poucas informações.
Em sua etiqueta tem o nome de Jacir S. Bungi, não sei se era o nome do dono da fábrica, ou se era o nome do luthier que construía os instrumentos
Pelo que percebi os instrumentos eram bem baseados nos antigos Del Vecchio, tive algumas informações de que a fábrica queria produzir instrumentos mais acessíveis, mas até hoje, os instrumentos que tive a oportunidade de restaurar, eram de uma boa qualidade, e tinham uma coisa que falta em muitos instrumentos da atualidade, que é a facilidade de ser tocado e regulado, um instrumento extremamente macio, bom grave, e notas claras em toda a extensão da escala.

 Haviam diversos problemas para serem resolvidos neste violão, paleta quebrada em várias partes e cheia de pregos, arranhões profundos, lateral quebrada em grande extensão, roseta faltando pedaço, trastes oxidados, poeira por dentro e por fora, mas, apesar de tudo isso, o verniz do tampo estava em ótimo estado e juntamente com o dono do instrumento, tomamos a decisão de preservá-lo para dar um ar mais original e para que o instrumento não parecesse saído de uma fábrica atual, mantendo assim sua beleza antiga.  

 Veja abaixo as fotos da restauração que fiz.










  
























































































































































































































































Se você tiver informações sobre a "Fábrica Gaúcha de Instrumentos de Corda", por favor envie para o meu e-mail, joelsonluthier@gmail.com, gostaria de saber em que ano está fábrica começou suas atividades e em que ano ela fechou.